Voltar

Um dígito

31/07/2017 - 12:28

Anunciada pelo Banco Central, a Selic, taxa de referência mínima para juros em empréstimos, caiu para 9,25% ao ano, primeira vez desde 2013. Segundo o BC, se mantermos esse ritmo, a perspectiva é de redução na próxima reunião em agosto. Atualmente, o Brasil possui uma política monetária estruturada: dólar estabilizado, tendência de queda da inflação e previsão de rebaixar juros; esses resultados apontam para a estabilização da economia.

Jornal Folha de São Paulo

Com o corte de um ponto percentual decidido pelo Comitê de Política Monetária, a taxa de juros do Banco Central caiu a 9,25% ao ano, o menor nível em quatro anos.

O BC indicou que, mantidas as atuais condições, a perspectiva é de redução similar na próxima reunião, em agosto. Trata-se de mudança bem-vinda na comunicação da política monetária, que apontava até então maior cautela em razão das incertezas decorrentes do agravamento da crise política.

Avaliava-se que atrasos na aprovação das reformas, sobretudo a da Previdência, poderiam dificultar a queda da taxa Selic. Com o impacto negativo para as contas públicas, credores exigiriam juros mais altos para financiar o governo.

Leia mais: http://bit.ly/2ubW96g

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.



Deixe um comentário

O seu e-mail nunca vai ser publicado. Campos obrigatórios *

*
*