Voltar

Reforma política na pauta da Fundação Ulysses Guimarães em Rio Grande

13/04/2017 - 21:31

Por entender a necessidade de dialogar com a juventude e, consequentemente, com o futuro político do país, a Fundação Ulysses Guimarães do Rio Grande do Sul promoveu, em parceria com a JPMDB-RS, o encontro Juventude na Estrada no município de Rio Grande. O evento do último sábado (08), realizado na Câmara de Vereadores, tem como tema Reforma Política.

O painelista convidado para iniciar os debates e esclarecer as ideias e conceitos dessa proposta de sistema eleitoral foi o professor da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM) e pós-doutor no Lemann Institute for Brazilian Studies, José Carlos Belieiro. O professor pesquisa, principalmente, as áreas de política brasileira contemporânea, com destaque para análise dos governos da transição democrática, lecionando na área de Ciência Política.

Para o presidente da FUG-RS, João Alberto Machado, o projeto Juventude Na Estrada sempre teve a proposta de inverter a lógica dos eventos partidários. “Ao invés de apenas ouvirem, os jovens são provocados a contribuir no debate. Isso faz toda a diferença”. Ele explica que através da primeira edição, realizada em 2015, foi possível estabelecer um relacionamento com novas lideranças, entender como a juventude partidária se posiciona e descobrir as ideias que podem mudar tanto o Estado quanto o País.

“Por acreditar que o jovem é um agente participativo na mudança social e protagonista da nova política, seguimos nessa parceria com a JPMDB. Unidos, podemos alcançar a oxigenação do partido e dar voz a quem participa.”

Do Rio Grande do Sul para o Brasil

Licenciado da presidência da JPMDB-RS para cuidar das atividades como presidente nacional da Juventude do PMDB, Beto Fantinel foi presença confirmada na primeira edição do projeto de 2017. “O Juventude Na Estrada se transformou em uma ferramenta de discussão e aproximação do partido com as bases”. Fantinel diz que é fundamental que se tenha conhecimento do que as pessoas pensam e para onde elas querem ir. “Isso porque um partido é composto por uma parte da sociedade e nós temos que ser leais com quem é militante ou é simpatizante da nossa causa.”

Agende-se

08/04 – Rio Grande – Reforma Política

06/05 – Restinga Seca – Plano de Modernização do RS

10/06 – Rio Pardo – Políticas para Juventude

08/07 – Cruz Alta – Ética e Transparência

05/08 – Gramado – Reforma da Previdência – PEC 287/2016

16/09 – Frederico Westphalen – Políticas para a Juventude Rural

21/10 – São Leopoldo – Drogas, legalizar ou não?

11/11 – Roca Sales – Incentivo à cultura

02/12 – Tramandaí – Meio Ambiente

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.



Deixe um comentário

O seu e-mail nunca vai ser publicado. Campos obrigatórios *

*
*