Voltar

FUG participa de debate no CONNEGRO em Salvador

21/11/2019 - 17:16

       Neste 20 de novembro em que se comemorou o “Dia da Consciência Negra”, a Fundação Ulysses Guimarães participou do II Congresso da CONNEGRO – Coletivo Nacional de Organização Negra, que acontece na Câmara Municipal de Salvador/BA. Neste ano o tema principal abordado é “A Cidade é Nossa”. A programação contou com shows de bandas locais, além de palestras e rodas de conversas com personalidades baianas, como o empresário Clarindo Silva, o cantor Tonho Matéria e o presidente nacional da CONNEGRO, Nestor Neto.

“O objetivo do Congresso é gerar formação e informação para a população negra, além de festejar o mês da Consciência Negra, trazendo reflexões sobre o papel de protagonismo do negro na sociedade.”, afirmou Nestor, que também é presidente do MDB Afro-BA e membro do Conselho Curador da FUG.

O secretário nacional de Gestão da FUG, Francisco Donato, participou do Congresso com a palestra “Participação da Sociedade na Política”. Também participaram o secretário do MDB-BA, Antônio Almir, o presidente da JMDB-BA, Bento Freire, a diretoria do MDB Afro-BA, Carol, e o secretário de saúde de Salvador, Léo Prates, além de líderes comunitários e escolas.

Na ocasião, a CONNEGRO firmou uma parceria com a Faculdade Católica da Bahia, na presença do pró-reitor Celso Coutinho, para o lançamento do Projeto: “Qual a cidade que você quer?” em conjunto com a Fundação Ulysses Guimarães . O Coletivo Nacional também fez a entrega do Documento da Década do Afrodescendente, proposto pela ONU.

Hoje a Câmara Municipal de Salvador tem 43 vereadores sendo que 40% são negros.

Francisco Donato também esteve na Biblioteca Municipal Afro. Na visita recebeu da bibliotecária Norma dois livros: “As Artes na Bahia”, de Manuel Querino, e a “História da Câmara Municipal da cidade de Salvador”, de Affonso Ruy.

Thatiana Souza (ASCOM-FUG Nacional)

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.



Deixe um comentário

O seu e-mail nunca vai ser publicado. Campos obrigatórios *

*
*