Voltar

Engajamento e maior participação das mulheres nos pleitos marcam o segundo dia do encontro das mulheres emedebistas

15/08/2019 - 13:40

      No segundo dia do Encontro Mulher, Política e Cidadania promovido em parceria com a Fundação Ulysses Guimarães, autoridades e especialistas nas áreas de comunicação de tecnologia da informação destacaram a importância do engajamento e de uma maior participação das mulheres na política e nos pleitos de 2020. Seja na mudança de postura ou na adoção de estratégias específicas, as mulheres emedebistas discutiram a necessidade assumirem seu protagonismo no cenário politico atual.

A senadora Simone Tebet (MS), presidente da CCJ do Senado ressaltou o envolvimento das mulheres emedebistas como um fator decisivo para a superação da atual crise política enfrentada pelo país. ‘Chegou nossa hora, o Brasil precisa de nós. O futuro do País precisa de mais mulheres emedebistas no poder. Não tem outro caminho para gerar empregos, dignidade, oportunidade, diminuir desigualdades que não seja o da política. Se não olharmos para o passado e não o compreendermos não podemos projetar o futuro”, avaliou.

Na avaliação da senadora, somente com a mudança dos protagonistas políticos será possível mudar a história do País. “A voz da mulher brasileira precisa ser ouvida nesse momento de crise. Não desistam e tenham a coragem de dizer o que pensam. A sociedade quer uma pessoa nova. Não adianta tirar o P do MDB, é preciso mudar o programa. Queremos desenvolvimento social, políticas que falem menos de números e mais de gente”, defendeu.

Simone lembrou que uma democracia forte, que permite a todos dizerem o que pensam, está intimamente vinculada a um grande partido de centro. “É preciso parar com as brigas ideológicas. Este é o país mais rico do mundo, com o povo mais pobre proporcionalmente. O único partido capaz de unir todos é o MDB. Não existe outro grande partido de centro no Brasil”, ressaltou.

      Projeto 2020 – A consolidação dos projetos políticos e eleitorais das mulheres emedebistas é parte integrante de outras grandes propostas desenvolvidas pela Fundação Ulysses Guimarães em parceria com o MDB Mulher. Chico Donato, Secretário de Gestão da FUG, apresentou os projetos que serão levados para todos os estados ainda este ano, entre os quais estão a quarta edição do Estradas e Bandeiras, o Projeto 2020 e Brasil, A Volta por cima.

Iniciado em 2007, o projeto o Estradas e Bandeiras, que chega em 2019 em sua IV edição, pretende unir a fundação aos estados. “Esse ano teremos a participação do MDB Mulher, MDB Jovem e do MDB Afro. Nosso objetivo é criar condições para estabelecer um discurso único e esclarecer temas como eleição sem coligações”, disse Donato. As presidentes regionais do MDB Mulher serão responsáveis pela condução do Estradas e Bandeiras nos estados.

Com foco na gestão partidária, nas bandeiras, nas necessidades da sociedade, o candidato e o voto, o Projeto 2020, que é um plano de trabalho para as eleições elaborado a partir das respostas de questionário enviado pela FUG para todo o País. Ao todo foram 1.181 questionários respondidos, nos 27 estados. Das pessoas que responderam às perguntas, 73% não estão em cargo eletivo, 21,6% ocupam cargo eletivo, 5,4% ocupam outros cargos, 70,1% tem interesse em levar o curso Gestores e 52% tem interesse em levar o curso de Dicção e Oratória.

Na opinião do secretário de Gestão da FUG, o conhecimento tem muitas barreiras a serem vencidas, dificuldades que, em geral, estão dentro dos partidos e em quem está com mandato. “Temos um obstáculo interno, de DNA político. Como os partidos hoje não tem credibilidade, a participação da Fundação Ulysses Guimarães é fundamental para que as portas se abram”, declarou.

Dentro do mesmo escopo de estratégias de trabalho para os núcleos partidários, a FUG lança também o Brasil – A volta por cima, que aborda de forma explicativa três grandes causas: Empregos, Democracia e Desenvolvimento Social. No caso específico do Emprego, o MDB é a favor do equilíbrio das contas públicas. O material destaca que “um governo para sustentar-se precisar ter as contas públicas equilibradas. O país ainda não recuperou seu potencial de crescimento. Vivemos uma grave crise fiscal, com déficits nominais altos, uma despesa pública que cresce acima da renda nacional e alta dívida pública que se aproxima de 80% do PIB. Indiscutível, portanto, a urgência de se fazer reformas estruturais”.

O secretário afirmou que a FUG e o MDB estarão em todo o Brasil em ações que vão permitir que os emedebistas se conheçam e se fortaleçam. “Nossa intenção é ter uma radiografia dada situação dos estados e municípios. Usaremos a hashtag #atitude Rumo à 2020. E cada dia mais propagar o conhecimento. O objetivo é garantir que esse conhecimento chegue a cada canto deste país”, disse.

Mulheres em Movimento – A vereadora de Timon (MA), Socorro Waquim, e relatora do projeto mulheres em movimento 2020 fez um breve relatório sobre as decisões da executiva nacional do início do ano. O primeiro resultado é este encontro em parceria com a FUG e a plataforma Mulheres em Movimento, que foi lançada na manhã desta quinta-feira (15), no evento. ‘Precisamos ser fênix. O MDB discute o Projeto 2020, que começou a partir do debate do resultado das eleições de 2016. Mais Mulheres Eleitas 2020. Nossa primeira meta era audaciosa. De 1030 prefeitos, elegemos em 2016, apenas 128 mulheres. Nossa meta é elegermos na próxima eleição 250 mulheres. Essa é uma realidade que está sendo construída com a presidência do partido e com a Fundação”, declarou.

O aplicativo Mulheres em Movimento busca despertar o sentimento de comunidade das emedebistas e ampliar o engajamento. Aplicativo personalizado, desenvolvido exclusivamente para o MDB Mulher, o Mulheres permite a criação de grupos e mecanismos de organização, com comunicador interno e uma agenda institucional. Além disso, o app oferece notícias completas, filtros de interesses, notificações customizadas.

A expectativa é que o app amplie a mobilização e o desempenho, já que possui metas e índices, atendimento personalizados para as mulheres do MDB, com acesso a fontes confiáveis de notícias, mais segurança para as usuárias, maior organização e objetividade. O app tem um único objetivo: atender às necessidades do MDB Mulher.

 

Acesse aqui as apresentações do Chico Donato (FUG Nacional) e do App do MDB Mulher.

 

ASCOM FUG Nacional e MDB Mulher

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.



Deixe um comentário

O seu e-mail nunca vai ser publicado. Campos obrigatórios *

*
*