Voltar

Agora, é Avançar entrega quase duas mil habitações em São Paulo

05/12/2017 - 17:56

No último sábado (2), o presidente da Fundação Ulysses Guimarães (FUG), Moreira Franco, acompanhou o presidente da República, Michel Temer, na entrega 1,8 mil unidades habitacionais nas cidades de Limeira e Americana, em São Paulo. Estas iniciativas fazem parte do programa Agora, é Avançar, que tem o objetivo de retomar as grandes obras do país.

Só em Limeira, foram entregues 900 apartamentos do Conjunto Residencial Rubi, em Americana foram 896 unidades dos residenciais Vida Nova I e II, construídos na região da Praia Azul. Todos os empreendimentos fazem parte do programa Minha Casa Minha Vida, que foram retomados com o Agora, é Avançar. Segundo Moreira Franco, ao longo do mês de dezembro serão entregues 25 mil unidades habitacionais pelo Brasil. “Isso é a demonstração que o Governo recuperou sua capacidade de investimento”, disse Moreira.

Para o presidente da FUG e ministro-chefe da Secretaria-Geral da Presidência da República, foi o esforço fiscal do Governo Federal para recuperar o crescimento do país, que possibilitou a retomada das obras paradas. “Ao todo, 7 mil obras que estavam paralisadas serão entregues até o final do ano que vem” destacou, Moreira. Isso é prova de que o compromisso firmado no programa Uma Ponte para o Futuro, de construir uma trajetória de equilíbrio fiscal duradouro está sendo cumprido.

Na ocasião, as filiais da FUG de São Paulo e de Rio Claro e os núcleos do PMDB Mulher, Juventude e Sindical acompanharam as cerimônias de entrega de chaves dos empreendimentos habitacionais.

 

Uma Ponte para o futuro

O documento Uma Ponte para o Futuro foi desenvolvido pela Fundação Ulysses Guimarães. Em linhas gerais, o programa serviu de base para o governo do presidente Michel Temer e apresenta propostas para a economia, a composição da base do governo, transparência nos órgãos federais, a Previdência, entre outros.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.



Deixe um comentário

O seu e-mail nunca vai ser publicado. Campos obrigatórios *

*
*