Voltar

Agenda de centro é aprovada pela Diretoria Administrativa da FUG

13/04/2021 - 16:59

A Diretoria Administrativa da Fundação Ulysses Guimarães realizou nesta manhã (13/4) sua primeira reunião sob a presidência do deputado federal Alceu Moreira. O encontro aconteceu de forma virtual, reunindo diretores, funcionários e colaboradores para conhecerem as ações propostas pela nova gestão.

O presidente do colegiado, Alceu Moreira, abriu a reunião apresentando aos diretores o projeto de construção da narrativa “o que é ser um partido de centro” e o memorial que será elaborado pela FUG sobre o Governo Michel Temer, o governo do MDB e suas conquistas para o Brasil. “Ontem (12), tivemos a primeira reunião do grupo de trabalho que estará à frente desse projeto, coordenado pelos ministros Eliseu Padilha e Carlos Marum. Nesse ambiente conturbado da política, precisamos resgatar o papel do MDB como um partido e centro e contextualizar o governo do presidente Temer nesse processo”, afirmou Alceu.

“Nós somos o partido capaz de agregar o projeto de centro, que será construído por uma narrativa vivida no governo Michel Temer. Que com todas as adversidades elevou o Brasil a patamares econômicos e sociais importantes, e que precisam ser de conhecimento da sociedade”, argumentou.

O vice-presidente de Relações Institucionais, Eliseu Padilha, que também é um dos coordenadores do projeto de Centro, relembrou sobre o documento ‘Ponte para o Futuro’, elaborado pela FUG e que serviu de “bússola para o governo Michel Temer”. “O documento que vamos produzir agora tem um cenário absolutamente diferente daquela época. Hoje temos uma pandemia e precisamos pensar no cenário pós-pandemia. Temos níveis de pobreza extremos e que crescem cada dia mais, a nossa economia caminha a passos lentos. Com esse pano de fundo precisamos apresentar para sociedade uma proposta que agregue o centro e rompa com os extremismos. Nosso desafio: quebrar esse processo de polarização e pensar um Brasil maior.”

A senadora Simone Tebet, vice-presidente de Formação Política da FUG, ressaltou que o MDB precisa saber quem é e onde quer chegar. “Para bem produzir este projeto não vamos precisar ‘fulanizar’ outros governos para enaltecer o governo do presidente Michel. Vamos nos posicionar sobre as nossas políticas públicas. Vamos fazer com que a voz do MDB chegue à sociedade e nos coloque nas redes virtuais, nas casas das pessoas. Somos o maior partido do Brasil, temos história, e precisamos contá-la.”

Propostas da nova gestão – O gerente geral da FUG, o ex-vereador Guto Scherer, fez uma apresentação sobre pontos importantes. Ele falou sobre o Planejamento Estratégico da FUG para os próximos 15 anos, que é quando o MDB completa 70 anos de existência. “Para alcançar os nossos objetivos, precisamos elaborar um projeto que torne a FUG competitiva e uma referência de centro, assim vamos agregar conhecimento e qualificação para levar conteúdo a sociedade e ao MDB”, disse Guto.

O projeto “O Brasil precisa pensar grande” também foi apresentado aos membros da Diretoria. Consiste em um ciclo de debates envolvendo a Câmara e o Senado, com a finalidade de construir políticas pública eficientes e uma agenda com foco em 2022. “Precisamos discutir nosso papel e nossas ações. Esse projeto será focado nas grandes pautas nacionais”, frisou Alceu Moreira.

Assessoria de Comunicação FUG Nacional (Thatiana Souza)

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.



4 Comentários

  1. Erro › WordPress

    Há um erro crítico no seu site.

    Aprenda mais sobre depuração no WordPress.